Previsão inicial para operação do SAMU não se confirma

A população da III Macrorregional de Saúde do Sertão de Pernambuco ainda aguarda pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU). Os contratos de adesão ao serviço foram assinados por gestores de 31 municípios em dezembro de 2019.

A previsão inicial do consórcio de municípios era de que o SAMU pudesse entrar em operação já a partir de janeiro, o que não aconteceu. Um novo prazo para o início do serviço não foi divulgado até o momento, assim como o motivo do adiamento.

O funcionamento do SAMU é uma demanda antiga da população da macrorregional. O serviço oferece atendimentos de urgência e emergência de natureza clínica, cirúrgica, traumática, obstétrica, pediátrica e psiquiátrica. Médicos, enfermeiros, auxiliares de enfermagem e condutores socorristas integram as equipes.

Ao todo, o SAMU contará com 24 bases, 24 ambulâncias de suporte básico e 4 ambulâncias de suporte avançado. A Central de Regulação funcionará em Serra Talhada.

Deixe uma resposta