MPPE cobra fiscalização para coibir transporte clandestino no Sertão

O Ministério Público de Pernambuco (MPPE) expediu uma recomendação conjunta para que os governos municipais, Detran e Polícias Civil e Militar reforcem o trabalho de fiscalização em Belém do São Francisco, Betânia, Custódia, Flores, Floresta, Mirandiba, Petrolândia, São José do Belmonte, Serra Talhada, Tacaratu e Triunfo.

Segundo o promotor de Justiça Rodrigo Santos, o MPPE tem percebido um crescimento no transporte irregular, que além de expor os moradores aos riscos inerentes do serviço, aumenta o risco de contaminação pelo coronavírus. “Percebemos que esse transporte clandestino, que sempre existiu na região, se intensificou com as restrições de circulação impostas pelos decretos do Governo do Estado”, relatou.

Por esse motivo, os promotores de Justiça da região recomendam que os governos municipais intensifiquem a fiscalização de todas as empresas de transporte de passageiros, com a realização de vistorias e requisição de documentos. Caso sejam identificadas irregularidades, o poder público deverá promover a interdição dos estabelecimentos e dos veículos.

Deixe uma resposta