Águas Belas deve realizar barreiras sanitárias para conter a disseminação da Covid-19

O Ministério Público de Pernambuco (MPPE) recomendou ao prefeito e ao secretário de Saúde de Águas Belas implementar barreiras sanitárias nas vias de acesso ao município. A Promotoria de Justiça local orienta, porém, que as medidas de proteção à saúde sejam adotadas sem obstruir o direito de ir e vir das pessoas.

Conforme a recomendação, publicada no Diário Oficial desta terça-feira (19), o poder público foi orientado a promover a medição de temperatura de todas as pessoas que passarem pela barreira sanitária; realizar testes nas pessoas visivelmente doentes ou com sintomas da Covid-19; e adotar medidas de vigilância epidemiológica, como notificação e monitoramento, sempre que necessário.

Os visitantes oriundos de outras cidades ou estados devem receber as informações sobre os sintomas da doença e as medidas básicas de higienização, como a lavagem das mãos, uso de máscaras, dentre outros.

Por fim, o promotor de Justiça Diogo Vital também recomendou que as equipes designadas para trabalhar nas barreiras sanitárias tenham acesso aos equipamentos de proteção individual e álcool em gel 70% durante a realização das atividades laborais.

Deixe uma resposta