Category «Pajeú»

Pernambuco elege membros para a primeira gestão do SISAR Alto Pajeú

O Governo de Pernambuco avança na implantação de políticas públicas voltadas à universalização gradual do acesso à água e ao esgotamento sanitário em comunidades rurais do Estado.

Nesta quarta (21), foi realizada a Assembleia Geral de Fundação do Sistema Integrado de Saneamento Rural (SISAR) Alto Pajeú.

A plenária aconteceu de forma semipresencial no auditório do Cine São José, no centro de Afogados da Ingazeira, e foi transmitido ao vivo para gestores municipais, representantes da sociedade civil e associações comunitárias de 13 cidades da região.

O SISAR Alto Pajeú deve ser criado ainda neste segundo semestre pela administração estadual e tem como intuito garantir o acesso à operação regular dos serviços de abastecimento de água e saneamento, a um preço módico, para os moradores residentes em áreas difusas dos municípios de Afogados da Ingazeira, Iguaraci, Solidão, Ingazeira, Tabira, Flores, Quixaba, Carnaíba, São José do Egito, Tuparetama, Brejinho, Itapetim e Santa Terezinha.

Atualmente, 600 comunidades rurais da região já foram identificadas pelo Estado. Essa iniciativa é coordenada pela Secretaria de Infraestrutura e Recursos Hídricos (Seinfra) e conta com o apoio da Secretaria de Desenvolvimento Agrário (SAD), Compesa e Instituto Agronômico de Pernambuco (IPA) e Associação Municipalista de Pernambuco (Amupe).

Durante a plenária, foi votado o Estatuto Social do SISAR, eleitos os membros dos Conselhos Fiscal e de Administração, além da diretoria para o período de 2021 e 2022. A primeira gestão do Alto Pajeú será gerida pelo presidente Antônio dos Anjos, liderança de associação comunitária de Afogados da Ingazeira, e pela vice-presidente eleita Juvanda Marques, da cidade de Ingazeira.

A secretária Fernandha Batista explica que a criação do segundo SISAR em Pernambuco, em menos de um ano, mostra como a universalização do saneamento básico vem sendo tratada como prioridade pelo governador Paulo Câmara. “Essa iniciativa busca garantir que a população possa contar com a operação sustentável e água de qualidade e em quantidade adequada para o consumo humano, além de trabalhar a forma de autogestão”, destaca a titular da pasta.

Cai ocupação de leitos nas UTIs Covid-19 no Pajeú

Blog do Nill Júnior

As unidades de UTI da região do Pajeú tiveram queda brusca na ocupação de leitos, mostrando o avanço da vacinação e seus resultados. O Hospital Eduardo Campos, de Serra Talhada, tem apenas 31 pacientes de 80 disponíveis. Desses, 15 pacientes estão em uso de respiradores.

O dados, somado a outros, mostra queda em virtude da ampliação do processo de vacinação entre mais idosos e portadores de comorbidades, além do público de 35 a 40+, que em sua maioria tomou a primeira dose de algumas das vacinas.

Em Afogados da Ingazeira, por exemplo, a Semana Epidemiológica 27 teve 37 casos e Média Variável (MV) de 5,28 casos/dia. A semana em questão foi a menor em número de casos desde o início de 2021, depois . Nota-se uma tendência de queda observando as quatro semanas anteriores. Foram 60 casos nas semanas 26 e 25, 172 na semana 24 e 222 na semana 23.

O Hospital Regional Emília Câmara também tem uma tendência de queda. “Estamos hoje com 66% de ocupação na UTI. estávamos sempre com 90%, 95% e 100%. De ontem pra hoje foram quatro pessoas admitidas, que elevou de menos de 50% para esse dado. Mas percebemos a redução há quatro semanas”, disse Sebastião Duque, Diretor. A faixa etária hoje é de 56 anos. Há também queda nas intubações. De 20 pacientes, seis estão intubados.

Diogo Moraes comemora avanço das obras de requalificação da PE-275

O deputado estadual e vice-líder do governo na ALEPE, Diogo Moraes (PSB), comemorou a notícia de que 70% da requalificação da PE-275 está concluída. Segundo o socialista, a recuperação dessa estrada vai melhorar o translado de veículos do Sertão do Pajeú a divisa com a Paraíba e Agreste do estado, facilitará o escoamento de produtos e encurtará distâncias, como também, atenderá um antigo desejo da população do sertão e agreste de Pernambuco.

A renovação dessa rodovia é uma realização do Governo do Estado, através da Secretaria de Infraestrutura e Recursos Hídricos, por meio do programa Caminhos de Pernambuco. A obra foi dividida em 3 etapas, contemplando 71 quilômetros. Os trabalhos foram iniciados em Sertânia, sendo o grande eixo rodoviário do Alto Pajeú, cortando 18 localidades.
Diogo Moraes comentou o avanço da obra da PE-275. “Feliz pelo desenvolvimento desse pleito nosso, feito através de indicação, que foi atendido pelo Estado e que muda a vida de milhares de pessoas que trafegam por essa importante rodovia. Além de melhorar o tráfego de veículos, essa requalificação vai dar mais segurança, conforto e bem-estar para os condutores. Junto ao Governador Paulo Câmara, seguimos buscando mais desenvolvimento para as estradas em todo Pernambuco”, afirmou.

A requalificação da PE-275 conta com um investimento total de R$ 56 milhões. A ação beneficia mais de 560 mil sertanejos, no sertão do Pajeú. A previsão da conclusão é para o final deste ano.

Obras de reconstrução da PE-275 atingem 70% de conclusão

O Governo de Pernambuco está reconstruindo a PE-275. A requalificação se inicia em Sertânia, sendo o grande eixo rodoviário do Alto Pajeú, cortando 18 localidades. As intervenções na rodovia estão sendo realizadas em 3 etapas, contemplando, ao todo, 71 quilômetros.

A primeira fase das obras foi concluída em maio deste ano e beneficia a extensão de 11 quilômetros, que vai do entroncamento com a PE-280 até o distrito de Albuquerque Né, em Sertânia. No momento, os serviços estão em andamento no segundo e no terceiro sub trecho da via.

O segmento entre Albuquerque Né e Tuparetama, com 45 quilômetros de extensão, está recebendo as ações de drenagem e sinalização da pista. Já no segmento entre Ambó e a divisa com a Paraíba, com 15 quilômetros de extensão, está sendo executado o serviço de pavimentação.

Com investimento total de 56 milhões, a requalificação da PE-275 beneficiará mais de 560 mil sertanejos, no sertão do Pajeú. As obras devem ser concluídas até o final deste ano.

Prefeituras do Pajeú negam aplicação de doses de vacinas contra a Covid-19 fora do prazo de validade

As prefeituras de Serra Talhada, Flores, Carnaíba, São José do Egito, Solidão e Triunfo emitiram nota esclarecendo que não aplicaram doses da vacina Astrazeneca vencidas, como afirma reportagem da Folha de São Paulo.

“As três doses do lote 4120Z005 citadas na reportagem foram aplicadas no dia 28 de janeiro de 2021, portanto, dentro do prazo de validade do lote, expirado em 14 de abril de 2021. A Secretaria de Saúde explica que houve um erro de informação, haja vista que todas as doses do lote foram aplicadas dentro do respectivo prazo de validade”, disse a Prefeitura de Serra Talhada.

A Prefeitura de Flores explicou que “todas as doses do lote 4120Z005 com data de vencimento em 14 de abril foram aplicadas no período de 20/01 a 30/03, no público alvo de 80 a 85 anos mais”.

Carnaíba recebeu dois dos lotes anunciados com problema de vencimento, porém a Prefeitura informou que os mesmos foram administrados dentro do prazo de validade. “Recebemos os lotes 4120Z005 com validade para 14/04/2021 em 27 e 29/01, e essas doses foram utilizadas nos dias 27 de janeiro a 15 de fevereiro. Já o lote CTMAV505 com validade 31/05, foi utilizado nos dias 29 de março e 07 abril”, destacou.

A Prefeitura de São José do Egito disse que apesar de ter recebido alguns lotes em questão, não aplicou nenhuma dose vencida. “Todas as doses aplicadas em nosso município estão rigorosamente dentro do prazo de validade determinado pelo fabricante”, informou.

“O município recebeu dois dos lotes anunciados da vacina AstraZeneca, porém os mesmos foram administrados dentro do prazo de validade. Recebemos o lote 4120Z005 com validade até 14/04/2021, todas as doses foram aplicadas até 05/02/2021 e o lote 4120Z025 com validade até 04/06/2021 foram aplicadas até 04/03/2021”, disse a Prefeitura de Solidão, ressaltando que a única dose que consta como aplicada fora do prazo foi devido um erro de digitação.

A Prefeitura de Triunfo informou que o registro de aplicação de uma dose fora do prazo ocorreu devido uma inconsistência na operação do Sistema de informação do Programa Nacional de Imunização (SiPNI). “Houve um equívoco no registro do lote da dose aplicada, lote 4120Z025, no qual o vencimento seria para o dia 04/06/2021, e no sistema (SiPNI), cujo vencimento entra automaticamente, encontrava-se para o dia 06/04/2021”, esclareceu.

Julho começa com chuvas no Pajeú

O primeiro dia de julho foi de chuvas intensas em grande parte dos municípios do Pajeú.

Em Tabira, a precipitação teve início pouco depois do meio dia. Na Zona Rural, algumas comunidades registraram mais de 40 mm. Já na cidade, o acumulado chegou a 30 mm.

O município de Calumbi registrou o maior volume na região com 81 mm, seguido de Flores com 80 mm, Ingazeira com 74 mm, Santa Cruz da Baixa Verde com 74 mm, Solidão com 47,5 mm, Iguaracy com 36 mm e Serra Talhada com 27 mm.

Ainda choveu em São José do Egito (17,5 mm), Afogados da Ingazeira (14 mm), Tuparetama (14 mm), Quixaba (13,5 mm), Carnaíba (11 mm), Santa Terezinha (9 mm), Brejinho (6 mm) e Itapetim (5 mm).

A previsão dos institutos de meteorologia é de que as chuvas voltem a cair na região nesta sexta (2), porém de forma mais tímida.

Iterpe promove visitas técnicas em municípios do Pajeú

Durante o decorrer deste mês de junho, o Instituto de Terras e Reforma Agrária de Pernambuco (Iterpe) enviou aos municípios de Solidão, Afogados de Ingazeira, Carnaíba e Tuparetama técnicos para medir e fazer um levantamento quanto às condições dos agricultores rurais nessa área, com o intuito de promover a regularização fundiária das respectivas microrregiões de Pajeú.

A regularização fundiária, programa complementar à Reforma Agrária, tem por objetivo um conjunto de medidas jurídicas, ambientais e sociais para auxiliar as famílias agricultoras a obterem à titulação definitiva e a segurança jurídica das terras onde vivem. Essa regularização visa garantir a função social e o direito à moradia, articulando-as com outras políticas públicas.

“A avaliação do terreno dos imóveis rurais se dá através do avanço das medições da área, além da vistoria e debates com as famílias agricultoras, as quais recorreram ao Iterpe com a demanda documental para a regularização das comunidades rurais na região”, explicou o gerente de ações fundiárias do Iterpe, Ivison Silva.

Com mais oito mortes, Pajeú totaliza 559 vítimas da Covid-19

A Covid-19 segue fazendo vítimas no Pajeú. Ontem (15), as secretarias municipais de Saúde registraram oito mortes de pacientes. Agora, a região soma 559 óbitos por complicações da doença.

Em Iguaracy, houve o registro de três mortes. As vítimas são uma paciente do sexo feminino de 83 e duas de 59 anos. Elas estavam internadas na UTI do Hospital Regional Emília Câmara, em Afogados da Ingazeira, e faleceram nos dias 10 e 14. O município tem 27 óbitos pela Covid-19.

Serra Talhada confirmou o óbito de uma paciente do sexo feminino de 49 anos. Ela era portadora de comorbidade e faleceu no Hospital Eduardo Campos no dia 14. Agora, são 151 as vítimas da doença no município.

Um paciente do sexo masculino de 36 anos foi a 25ª vítima da Covid-19 em Tuparetama. Ele era morador da zona rural, deu entrada na Unidade Mista de Saúde com todos os sintomas da doença e foi transferido para o Hospital Regional Emília Câmara. O óbito ocorreu na manhã de ontem (15).

Ainda foram registrados óbitos em Carnaíba, São José do Egito e Triunfo. Os pacientes não tiveram os casos detalhados pelas secretaria de Saúde. Respectivamente, os municípios somam 34, 45 e 26 vítimas da doença.

Márcia Conrado comemora instalação de rádios móveis em viaturas do SAMU Regional

A prefeita de Serra Talhada, Márcia Conrado, comemorou a efetivação de mais um passo importante para a implantação do SAMU Consorciado da III Macrorregião de Saúde de Pernambuco. Na última quinta (10), técnicos do Consórcio de Integração dos Municípios do Pajeú (CIMPAJEÚ) iniciaram a inspeção de viaturas e instalação de rádios móveis nas ambulâncias de suporte básico (USB) e ambulâncias de suporte avançado (USA) dos municípios que farão parte da primeira etapa de implantação do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência.

A inspeção e instalação dos rádios foi iniciada na Central de Regulação do SAMU, em Serra Talhada, e na cidade de Afogados da Ingazeira, atendendo as viaturas das unidades de saúde das cidades de Serra Talhada, Flores, Manari, Iguaracy, Ingazeira, Afogados da Ingazeira, Carnaíba, Petrolândia, São José do Egito, Sertânia e Itapetim. Nesta semana, a equipe técnica do Cimpajeú, composta por Hebert Inácio, Renata Alves, Artur Amorim e Hilana Santana fará a fiscalização nas cidades onde há bases descentralizadas, passando por Iguaracy, Ingazeira, Petrolândia, Manari, Afogados da Ingazeira, Carnaíba, Flores, São José do Egito, Itapetim e Sertânia.

“Com a instalação dos rádios móveis nas viaturas estamos dando mais um passo importante para o funcionamento do SAMU Regional, serviço essencial que atenderá milhares de pessoas da terceira macrorregional de saúde, ajudando a salvar muitas vidas. Nós estamos empenhados, não medimos esforços, e Serra Talhada está com a Central de Regulação pronta, só aguardando o início do funcionamento desse serviço, que é fruto de muita luta de toda a região através do Cimpajeú”, disse a prefeita Márcia Conrado.

Quando estiver funcionando em sua totalidade, o SAMU Consorciado da III Macrorregião de Saúde cobrirá uma área de 8.652.340,20 km², atendendo uma população estimada de 860.421 mil pessoas, distribuídas entre 35 cidades localizadas no Sertão do Pajeú, Sertão do Moxotó e Sertão Central. Na primeira fase o serviço atenderá as cidades de Serra Talhada, Flores, Manari, Iguaracy, Ingazeira, Afogados da Ingazeira, Carnaíba, Petrolândia, São José do Egito, Sertânia e Itapetim.